Cozinha de Lima

Cozinha de Lima

Sem sombra de dúvida, a cozinha de Lima soube conquistar um excelente e merecido lugar como uma das melhores capitais gastronômicas do mundo: além de ser sede da feira de gastronomia mais importante da América Latina, sua variedade deleita os paladares, tanto dos moradores como dos visitantes.

Com seus pratos icônicos, o ceviche e o tiradito, Lima é um destino que atrai os amantes da boa cozinha.

Sua gastronomia é o resultado de diversas influências, como a africana, a indígena e a chinesa.

Tudo se funde em deliciosos pratos, que deleitam até mesmo os paladares mais exigentes.

Lima

Capital do sabor e da boa comida. Lima possui uma grande variedade de pratos típicos, oferecidos em lugares tão variados como hotéis de 5 estrelas, restaurantes, cevicherias, casas de frango assado, mercados, “huariques” e chifas (restaurantes de comida chino-peruana). Convertida na mesa principal da cozinha regional, é também a sede da feira gastronômica mais importante da América Latina: Mistura.

Sua cozinha cativa paladares com um amplo cardápio de pratos, onde o peixe é uma das estrelas, e o ceviche, um orgulho nacional. O tiradito, uma versão do ceviche sem cebola, e a parihuela, caldo de peixe com frutos do mar, são típicos pratos marinhos. A longa lista inclui arroz com frutos do mar, peixe à chorrillana, conchinhas à parmegiana, choritos (mexilhões) a la chalaca, geleia mista, tequeños recheados com polpa de caranguejo, causa recheada de atum, arroz chaufa de peixe, massas com molho de frutos do mar, etc.

A presença africana trouxe à nossa cozinha o uso de vísceras de vaca, que originaram os célebres anticuchos, espetinhos de coração de boi frito sobre grelhas a carvão; o cau cau, um guisado de mondongo e batata, e o tacu tacu, feijões cozidos misturados com arroz, com carnes ou frutos do mar como recheio ou cobertura.

A fusão peruano-espanhola criou pratos como a causa limeña, um purê de batata recheado com carne de ave, frutos do mar ou abacate e tomate; o tamal, um cozimento de milho moído temperado e recheado com frango ou porco; e o ají de gallina, um guisado de pimenta-ají, leite, pão e especiarias com peito de frango desfiado.

A influência chinesa também gerou novas propostas culinárias que, sem sombra de dúvida, agradam o paladar com deliciosos pratos como o arroz chaufa, cozido e frito em molho de soja com pequenos pedaços de frango, porco, ovo e cebola chinesa; e o lomo saltado, fritura de batata, carne, cebola, tomate e pimenta-ají, temperada com molho de soja.

As sobremesas são outra fonte de criatividade. A mazamorra morada, o arroz doce, o suspiro à limenha, o turrón de doña Pepa e os picarones representam o lado doce que acompanha a comida. O refresco de milho roxo, conhecido como chicha morada, a cerveja e a Inca Kola, refrigerante local de cor amarela, são bebidas tradicionais de Lima.

Voltar